Instituto da Visão Ribeirão Preto

(16) 4009-2999


Notice: Undefined variable: tit in /var/www/vhosts/institutodavisaorp.com.br/httpdocs/doencas-oculares-e-patologias-mostra.php on line 46
Cirurgia Refrativa


Notice: Undefined variable: dsc in /var/www/vhosts/institutodavisaorp.com.br/httpdocs/doencas-oculares-e-patologias-mostra.php on line 48

Quais são os benefícios de fazer uma cirurgia refrativa?

Melhora da visão sem a inconveniência e limitações das lentes corretivas;
Aumento da independência;
Maiores oportunidades profissionais;
Aumento das possibilidades de lazer;
Aparência mais natural sem óculos;
Dirigir sem a obrigatoriedade do uso de lentes corretivas, entre outros.


2.Quais são os pré-requisitos para se fazer uma cirurgia refrativa?

Ter mais que 21 anos;
Ter um erro refracional( miopia , hipermetropia, astigmatismo)
Ter a visão estável por 1 ano (pequenas flutuações não contra-indica a cirurgia);
Não ter nenhuma patologia ocular ou sistêmica que atrapalhe a cirurgia (- avaliada individualmente em consulta;)
Não estar grávida


Por que eu tenho um erro refracional?

Para formar a imagem na retina ,existem duas lentes no nosso olho que convergem os raios luminosos .
Estas lentes são 1º a córnea, mais externa e de maior poder de convergência, e a outra o cristalino, mais interna e de menor poder de convergência. Juntas focam cada ponto luminoso na retina, que por sua vez, envia através de impulsos elétricos e reações químicas a imagem ao cérebro que as interpretará.
Se o olho for um pouco mais curto ou mais longo, ou apresentar algum defeito de curvatura ou de transparência de suas lentes, a imagem não será focalizada na retina, e aparecerão os erros refracionais:


O que é a Miopia?

A Miopia acomete cerca de 25% da população e é o erro refracional mais comum.
Os míopes geralmente podem ver os objetos próximos, mas não podem ver claramente os objetos à distância.
Usualmente são olhos mais longos e/ou com córneas mais curvas que o normal. Sendo assim, o foco de seu sistema de convergência (a córnea e o cristalino) se forma antes da retina, em algum ponto no meio do globo ocular. O olho do míope é, grosseiramente falando, focado para perto.



O que é a Hipermetropia?

Usualmente o olho dos hipermétropes são mais curtos que o normal e/ou tem a córnea mais plana. Sendo assim, o foco se forma após a retina.
A visão de longe não é muito afetada por este erro refracional, pois forçando um pouco seu sistema de convergência o foco é recolocado na retina e a imagem melhora. Este poder de recolocar o foco na retina diminui com o envelhecimento e em graus mais altos. A visão para perto é a mais prejudicada, pois com os objetos mais próximos do olho, a imagem é formada ainda mais para trás da retina.



O que é o astigmatismo?

O Astigmatismo piora a visão tanto de longe quanto de perto, numa proporção direta com o tamanho do erro refracional. É causado geralmente por uma diferença entre as curvaturas da córnea.
Ao invés de ser esférica em sua porção mais central, uma córnea astigmata tem um eixo mais curvo que o outro. Com duas curvaturas diferentes, assemelha-se a uma bola de futebol americano, comparando com uma córnea "normal" que se assemelha a uma bola de futebol. Ninguém tem uma córnea perfeita, mas o tamanho do defeito é que vai prejudicar mais ou menos a visão.


Quais os tipos de cirurgias refrativas possíveis?
As cirurgias refrativas podem ser feitas pela técnica de LASIK ou RPK, podendo ser Personalizada para ambos os casos
Como é feito o LASIK?

O processo LASIK une a exatidão do EXCIMER LASER e os benefícios da cirurgia ceratomileusis in situ, que corrige altos graus de miopia e moderados graus de hipermetropia.
Foi aperfeiçoada recentemente com a nova tecnologia do microcerátomo, instrumento que levanta uma fina camada da córnea.
O LASIK altera o formato da córnea e melhora a forma pela qual a luz é focada ou refratada pelo olho. O EXCIMER LASER remodela o formato da córnea e, pelo ajuste do feixe de luz do laser, trata altos graus de miopia e moderados de astigmatismo e hipermetropia. O disco corneano é recolocado na sua posição original.
O LASIK, como procedimento ambulatorial, dispensa internação. Os pontos também são dispensáveis pelo alto poder de aderência natural da córnea.
Muitos pacientes relatam melhoria da visão no dia seguinte à cirurgia e retornam à sua vida normal em um ou dois dias.



Como é feito o PRK?

O processo PRK significa foto-ablação corneana e trata os erros refrativos por meio de remoção de tecidos da superfície da córnea.
É mais utilizado para corrigir de baixos a moderados graus de miopia e astigmatismo. Instilando algumas gotas de colírio anestésico no olho, o cirurgião remove o epitélio, que é uma fina camada que cobre a córnea. Em seguida, o paciente olha fixamente para uma luz-piloto de EXCIMER LASER e, durante um minuto em média, o laser remove microscopias quantidades de tecido corneano, esculpindo a superfície da córnea. Até a perfeita cicatrização pode surgir, temporariamente, embaçamento de visão e certo desconforto, sintomas que podem ser amenizados com o uso de colírios e analgésicos.
A avaliação do resultado visual final do PRK acontece num período estimado de algumas semanas a seis meses, conforme as características de cicatrização do organismo de cada paciente.



PRINCIPAIS DIFERENÇAS ENTRE PRK E LASIK:

 

PRK

LASIK

Anestesia

Tópica

Tópica

Há cortes na córnea

Não

Sim

Há dor na cirurgia

Não

Não

Há dor no pós-operatório imediato (24-48h)

Sim

Não

Tempo de recuperação

Mais dias à 3 meses

Muito curto (1 à 7 dias)

Há raspagem do epitélio da córnea

Sim

Não

Possibilidade de resultado final

Ótimos

Ótimos

Formação de Haze

Geralmente (Pequenas manchas de cicatrização na córnea que devem desaparecer com o tempo)

Geralmente Raro

Possibilidade de reoperar

Sim

Sim

Tempo ideal para reoperar (retoque)

A partir de 1 ano

30 dias em diante até 6 meses

Pode se operar córnea fina

Sim

Não

Idade para operar

Maior de 18 anos

Maior de 18 anos

Riscos de infecção

Usuais

Usuais

Riscos de complicações trans e pós-operatórios imediatos

Menores

Maiores

Revisões pós-operatórias

Mais frequentes

Menos frequentes

Possibilidades de halos à noite

Sim

Sim

Intervalo de cirurgia entre os 2 olhos

2 semanas em média

Muito pouco, podem ser até
no mesmo dia

CIRURGIA PERSONALIZADA
No dia de seu procedimento, o mapa de frente de onda contendo todas as distorções ópticas de seu olho é alinhado com a superfície da sua córnea.
O LADARVision® 4000 é o único sistema a laser que pode alinhar com perfeição um mapa de frente de onda, graças ao CUSTOMCORNEA®, um poderoso software de tratamento e transferência dos dados do LADARWave™ para o LADARVision® 4000.
Então, o LADARTraker™ rastreador ocular do LADARVision® guia o raio laser de feixe milimétrico de forma a remodelar sua córnea com precisão.
O LADARVision® 4000 é o único sistema a laser que pode manter este alinhamento preciso, ao mesmo tempo, remodelando sua córnea de acordo com as características exatas definidas por seu mapa de frente de onda LADARWave™ personalizado.
O raio de feixe milimétrico remove com precisão o tecido da córnea humana.

Objetivos do CUSTOMCORNEA® e LADARWaveTM
Todos os olhos possuem distorções visuais básicas, tanto de alta quanto de baixa ordem, de intensidades diferentes, de forma que qualquer paciente possui potencial para enxergar melhor com o CUSTOMCORNEA®. O objetivo do CUSTOMCORNEA® é oferecer a você um resultado superior ao da correção visual tradicional, através do aperfeiçoamento da qualidade de sua visão.

O Laser atua da seguinte forma, de uma maneira geral:

MIOPIA :O Laser retira tecido da porção central da córnea, aplanando-a nesta região. Isto implicará numa diminuição do poder de convergência da córnea, empurrando o foco em direção da retina.

HIPERMETROPIA:O Laser retira tecido na periferia da córnea, aumentando sua curvatura final. Isto implicará num aumento do poder de convergência da córnea, trazendo o foco para a retina.

ASTIGMATISMO:O Laser remove tecido em determinadas áreas para igualar as curvaturas corneanas.Após a rápida atuação do Laser, o cirurgião lava delicadamente o flap e a área onde o Laser atuou, em seguida reposiciona o flap que "cola" sozinho e demora em média 3 meses para a cicatrização completa.
Para cada olho a cirurgia dura em média 7 minutos.


Após a cirurgia

1-A recuperação visual é freqüentemente rápida
2-Em um ou dois dias a grande maioria dos pacientes enxergam normalmente
3-O paciente utilizará alguns colírios de antibióticos e antiinflamatórios por em geral 10 dias.
4- É necessário a utilização de óculos escuros com proteção ultravioleta em ambientes externos, até a cicatrização completa da córnea.
5-Os efeitos colaterais são na sua grande maioria relacionados à lacrimejamento, sensibilidade à luz aumentada, ressecamento ocular discreto, ardor e sensação de areia nos olhos.
6-Uma diminuição da acuidade visual em ambientes mais escuros e a visão de halos ao redor das luzes podem ocorrer e estão mais relacionados a pacientes que possuam uma pupila maior que o da população em geral e em pacientes com altos erros refracionais.

Possíveis complicações

LASIK é um procedimento conhecido mundialmente pela sua eficácia, segurança e previsibilidade. Entretanto, existem riscos presumidos, estatisticamente comprovados em literatura mundial especializada:
1) GRAU RESIDUAL (1-8 %)
2) INFECÇÃO (< 1%)
3) RELACIONADAS À CONFECÇÃO DO FLAP (< 2%)
4) CRESCIMENTO EPITELIAL NA INTERFACE (< 2%)
5) DOBRAS NO FLAP (< 1%).
6) INFLAMAÇÃO DA INTERFACE (< 1%)

 

Veja também

Instituto da Visão de Ribeirão Preto

Avenida Independência, 2509 - Jardim Sumaré
CEP 14025-390 - Ribeirão Preto SP - Telefone (16) 4009-2999